Prefeito de Granjeiro-CE é morto a tiros enquanto caminhava próximo de sua residência

O prefeito da cidade de Granjeiro, no Ceará, João Gregório Neto, foi morto a tiros enquanto caminhava próximo à parede do Açude Junco, na manhã de terça-feira (24). A vítima foi atingida pelas costas.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), equipes da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, da Regional de Iguatu e do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) foram mobilizadas para identificar e localizar os suspeitos. Policiais dos municípios de Cariús, Cedro, Iguatu, Juazeiro do Norte e Várzea Alegre também estão auxiliando nas investigações.
Segundo moradores da cidade, um carro com suspeitos foi visto se aproximando do gestor municipal. Logo depois, foram ouvidos pelo menos três disparos. Moradores tentaram socorrer o prefeito, mas quando chegaram próximo ao local ele já estava morto. A autoria e a motivação da morte ainda não foram confirmadas pela polícia. De acordo com uma fonte da polícia, o carro utilizado pelos criminosos foi flagrado por uma câmera de segurança.
O valor movimentado na conta do parente foi quase R$ 10 milhões a mais que o orçamento de todo o município de Granjeiro, cidade com 4,5 mil habitantes. Em 2017, o orçamento municipal anual foi de R$ 17 milhões, conforme a Prefeitura Municipal de Granjeiro.
Na época, o advogado do prefeito, Igor Rodrigues Lucena, informou que o “prefeito garantiu que não teria como ter mexido irregularmente em R$ 26 milhões do Município, pois a arrecadação anual é de R$ 13 milhões e ele assumiu a Prefeitura em 2017“.
Se tivesse ficado para si com todo dinheiro, (13+13, apesar de o ano ainda não ter terminado), não teria conseguido pagar o funcionalismo público nem fazer com que os serviços do Município funcionassem. Toda as contas estão em dia e a máquina pública na ativa“, disse.
Filho de agricultoresJoão Gregório Neto, mais conhecido como “João do Povo”, nasceu em 29 de maio de 1965, no sítio Cana Brava dos Gregório, no município de Granjeiro, estado do Ceará. Ele era filho do agricultor Raimundo Gregório Alves e da dona de casa Maria Vilany Gregório, sendo o segundo de sete filhos do casal.
João do Povo fez parte do Lions Clube de Várzea Alegre e era integrante da Loja Maçônica Harmonia Varzealegrense. No fim dos anos 80 ingressou na política como vereador sendo eleito por duas legislaturas pelo Partido da Frente Liberal – PFL. No início dos anos 90 entrou no ramo empresarial abrindo uma churrascaria em Várzea Alegre.
Em 2016, voltou à política, desta vez candidatando-se ao cargo de prefeito de Granjeiro, disputando a vaga pelo PSD, sendo eleito com 2.358 votos (52.39%). |G1CE|

Jovem é preso suspeito de estuprar a própria mãe em Pernambuco

Um jovem de 20 anos foi preso no domingo (22) suspeito de ter estuprado a própria mãe em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. A informação foi confirmada pelo Batalhão Especializado Integrado de Policiamento (Biesp).
Segundo a polícia, durante uma ronda na Vila Andorinha, moradores do local procuraram os policiais e denunciaram o caso. Eles foram até a casa da mulher, onde ela disse que teria sido abusada pelo filho.
O Biesp iniciou a busca pelo homem. Ele foi encontrado dentro de uma caixa d’água na casa de um vizinho. O suspeito tentou fugir, mas foi preso pelos policiais. O homem prestou depoimento na Delegacia da Mulher e autuado em flagrante.

Menina morre após viajar da Bahia para visitar pai em São Paulo; madrasta confessa crime

Uma criança de dois anos morreu enquanto passava três meses com o pai, na cidade de Jambeiro, em São Paulo. A suspeita do crime é que ela tenha sido espancada. A madrasta da menina, uma adolescente de 16 anos, foi apreendida e confessou o crime. Na quinta-feira (12), ela foi encaminhada para a Delegacia de Polícia de Proteção à Infância e Juventude, em São José dos Campos (SP).
Conforme a polícia, a morte da menina foi registrada na terça (10) e no corpo dela foram encontradas marcas de violência. Não há indícios da participação do pai da criança no crime, por conta disso, ele prestou depoimento, mas foi liberado.
A menina morava com a mãe no bairro de Narandiba, em Salvador, e foi para São Paulo em outubro deste ano. A previsão era que ela voltaria para a capital baiana em janeiro, contudo o pai dela teria dito que não iria devolvê-la. A vítima foi para Jambeiro após um acordo entre a mãe e o pai, que mora no local com a companheira suspeita do crime.
O corpo da criança foi enterrado no Cemitério Municipal de Itapuã, no mesmo dia em que a adolescente foi apreendida. As informações são do G1.