Homem de 54 anos morre afogado no lago do Touro e a Sucuri, em Paulo Afonso (BA); veja vídeo


Um homem morreu depois de se afogar no lago do Touro e a Sucuri, no antigo acampamento da Chesf, em Paulo Afonso (BA). A fatalidade aconteceu no início da tarde deste sábado (09).

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência, mas ao chegar no local, a vítima já estava morta.

Com a ajuda de populares, militares rapidamente conseguiram resgatar o corpo que estava submerso, o boné da vítima foi utilizado como referência para identificar o exato local onde ele se afogou.

Ao retirar a vítima para fora do lago, inicialmente os bombeiros, e logo depois duas equipes do SAMU, ainda fizeram os procedimentos necessários para reanimá-lo e tentar trazê-lo de volta à vida, mas infelizmente não foi possível.

A vítima foi identificada pelo nome de José Edson Vieira da Silva, de 54 anos, residente à Rua Santos Dumont, no Centro de Paulo Afonso. As circunstâncias do afogamento não foram divulgadas.

O corpo foi removido para o necrotério do Instituto Médico Legal, no Complexo Policial de Paulo Afonso.
Fonte :pa4.com.br






Quer adotar um jumento? Entidade vai colocar 800 animais para adoção

Os 800 jumentos encontrados há uma semana à beira da morte, por desnutrição, em uma fazenda de Canudos, no Centro-Norte da Bahia, serão tutelados por protetores de animais que planejam colocá-los para adoção, assim que estiverem bem de saúde.
O acordo foi realizado na quarta-feira (6), numa reunião em Canudos, coordenada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) e com a presença de representantes de entidades, prefeituras e órgãos estaduais sanitários e ambientais.
Segundo informou o MP-BA, o Fórum Nacional de Proteção Animal, entidade que tem sede em São Paulo e da qual participam diversas ONGs de proteção aos direitos dos animais, assinou um acordo como fiel depositário dos jumentos
Na reunião foi decidido também que, por enquanto, os animais permanecerão na mesma fazenda, que fica localizada numa área de fronteira entre as cidades de Canudos, Euclides da Cunha e Uauá.
Ainda de acordo com o MP-BA, nos próximos dias os animais passarão por exames, a serem realizados por técnicos da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), que emitirá também a GTA, guia que autoriza o transporte e atesta a saúde do bicho.
O promotor que coordenou as reuniões, Tiago Ávila, preferiu não dar entrevista, porque, segundo a assessoria de comunicação do MP-BA, o caso será assumido pelo promotor ambiental Ernesto Cabral de Medeiros, de Euclides da Cunha.
Medeiros é quem ficará responsável por analisar as medidas que serão tomadas com relação aos maus-tratos aos jumentos – além dos 800 vivos, outros cerca de 200 foram encontrados mortos na fazenda por estarem sem ter o que comer e beber.
Multa
Dois chineses responsáveis pelos animais foram multados em mais de R$ 40 mil pela Adab por realizar o transporte dos jumentos de forma ilegal. Os bichos seriam abatidos em Itapetinga e Amargosa, conforme relatório da prefeitura de Euclides da Cunha.
O confinamento ilegal, ainda segundo o relatório, já durava dois meses, e, segundo a Adab, suspeita-se que os jumentos sejam de responsabilidade da empresa chinesa Cuifeng Lin, que capturava ou comprava animais para abater em Itapetinga. A reportagem não conseguiu contato com a empresa.
Comida e água
Participante da reunião, a bióloga Patrícia Tatemoto, representante no Brasil da The Donkey Sanctuary, ONG britânica que atua de forma global na defesa dos jumentos, disse que os animais precisam se recuperar até serem colocados para a adoção.
“Estamos vendo com o Inema [órgão ambiental estadual] se é possível levá-los para reservas ecológicas na Bahia”, disse Patrícia, informando que já existem 32 pessoas cadastradas para adotar os jumentos, que, desde sábado passado, recebem comida e água.
O cadastro, informa a bióloga, está sendo feito por meio da página da Frente Nacional de Defesa dos Jumentos, nas redes sociais. “Por meio da página, os interessados podem manter contato também para fazer doações de alimentos”, completou.
Coordenadora da Frente Nacional de Defesa dos Jumentos, a advogada Gislane Brandão, que atua em Salvador, disse que a adoção dos jumentos será criteriosa e obedecerá a regras.
“Faremos um contrato em que a pessoa se compromete com a saúde do bicho, e com previsão de multa alta, em caso de algum problema grave, como maus-tratos”, declarou Gislane.
Elizabeth MacGregor, diretora-presidente do Fórum Nacional de Proteção Animal e que assinou o acordo de tutela dos jumentos, disse que mais de cem pessoas estão diretamente mobilizadas em vários estados do Brasil pelo fim dos abates dos jumentos, que vinha ocorrendo na Bahia desde julho de 2017.
“Muita gente tem se sensibilizado com o problema do abate dos jumentos e nos ajudado, como prefeituras da Bahia, vereadores e diversas ONGs. Queremos dar um fim nos abates e promover a saúde dos jumentos”, afirmou.
Legislação
A Bahia era o único estado do Brasil com autorização do Ministério da Agricultura para realizar os abates, que ocorriam em três frigoríficos, localizados em Amargosa, Itapetinga e Simões Filho.
Os abates foram proibidos em 30 de novembro de 2018 pela Justiça Federal da Bahia, em decisão liminar (temporária), mas ainda em vigor. O Estado da Bahia e a União, acionados no processo, recorreram, assim como os frigoríficos.
Outra decisão, da Justiça Federal de São Paulo, proibiu os abates em todos os estados do Nordeste. Na Bahia e em São Paulo, as proibições ocorreram após entidades de defesa dos direitos dos animais entrarem com ações na Justiça pedindo a proibição.
O apelo maior para a proibição foram os casos de maus-tratos registrados em Itapetinga Itororó, onde mais de 350 jumentos morreram de fome e sede, rumo ao abate, para atender, em sua maioria, ao mercado chinês.
Na China, se extrai da pele e do couro do jumento uma substância usada para fazer o ejiao, remédio tradicional chinês que promete combater o envelhecimento, aumentar a libido nas mulheres e reduzir doenças do órgão reprodutor feminino.
Os animais vinham sendo capturados em estradas do Nordeste ou comprados por até R$ 30 e levados para o abate. Em seguida, a carne, a pele o couro eram exportados para a China depois de passarem por Hong Kong e Vietnã.
Dados do Ministério da Agricultura apontam que a Bahia exportou para o Vietnã 1,28 mil toneladas de carne e couro de “cavalos, asininos e muares”, a US$ 2,5 milhões (R$ 9,7 milhões), neste ano. Para Hong Kong, foram 24,4 toneladas, por US$ 36.814 (R$ 142.282,43).
Ao argumentar sobre a proibição, a juíza federal Arali Maciel Duarte, da 1ª Vara Federal em Salvador, escreveu em sua decisão que, pelos dados a que teve acesso, o plano dos frigoríficos era abater 200 mil jumentos por ano.
Ela viu risco de extinção desses animais num período de 4 anos, tendo em vista que a população de jumentos no Nordeste é de cerca de 800 mil (sendo 96 mil na Bahia), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Correio

Acidente com van que saiu da Bahia deixa cinco mortos e seis feridos em Minas

Cinco pessoas morreram e seis ficaram feridas em um acidente na BR-135, na área urbana de Curvelo, na noite dessa sexta-feira (8). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente envolveu uma van, um caminhão e dois carros. A van foi atingida na lateral pelo caminhão que fazia uma ultrapassagem e invadiu a contramão. O motorista da van contou aos bombeiros que tentou desviar, mas não conseguiu por causa dos dois carros. Ele não soube dizer se os veículos estavam estacionados às margens da pista ou se andavam devagar.
Os carros não foram atingidos e as causas do acidente serão investigadas. Todas as vítimas estavam na van que seguia de Tremedal (BA) para São Paulo. Segundo a concessionária responsável pela rodovia, a Eco-135, 16 pessoas viajavam no veículo. Os bombeiros informaram que a lateral da van foi arrancada durante o acidente.
Os feridos foram levados para o hospital de Curvelo em ambulâncias da Eco-135 e pelos bombeiros.
De acordo com os militares, dois homens, de 48 e 60 anos, e duas mulheres, de 19 e 50, morreram no local do acidente. A outra vítima fatal é uma criança de um ano que morreu no hospital. Os corpos foram encaminhados ao IML de Curvelo.
Segundo a Eco-135, o acidente ocorreu por volta das 19h40 e a rodovia ficou parcialmente interditada até às 23h. As informações são do G1.

Quem são os 10 garotos mortos e os 3 feridos no incêndio no CT do Flamengo

Um incêndio na madrugadadesta sexta-feira (8) deixou 10 mortos e 3 feridos no Ninho do Urubu, o Centro de Treinamento do Flamengo, na Zona Oeste do Rio.
O fogo atingiu o alojamento em que vivem os atletas da base do clube. No momento em que as chamas começaram, os garotos dormiam.
Veja abaixo quem são as vítimas.
Mortos:
  • Athila Paixão, de 14 anos
  • Arthur Vinícius de Barros Silva Freitas, 14 anos
  • Bernardo Pisetta, 14 anos
  • Christian Esmério, 15 anos
  • Gedson Santos, 14 anos
  • Jorge Eduardo Santos, 15 anos
  • Pablo Henrique da Silva Matos, 14 anos
  • Rykelmo de Souza Vianna, 16 anos
  • Samuel Thomas Rosa, 15 anos
  • Vitor Isaías, 15 ano.
  • Athila Paixão

    Era de Lagarto, Sergipe, e jogava no clube desde março de 2018. O pai contou ao G1 que, em sua última conversa com o filho, ele disse que treinaria no Maracanã na sexta. Faria 15 anos no dia 11 de março.
    Athila está entre as vítimas diz o pai do atleta — Foto: Arquivo Pessoal
    Athila está entre as vítimas diz o pai do atleta — Foto: Arquivo Pessoal
  • Arthur Vinicius

    Morava com a mãe e a tia em Volta Redonda, no RJ, e completaria 15 anos neste sábado (9). Era zagueiro e jogava no Flamengo havia três anos. No fim de 2018, foi convocado para a seleção brasileira sub-15.
    Arthur Vinicius tinha 14 anos e faria aniversário no dia seguinte ao incêndio — Foto: Reprodução/Rede Social
    Arthur Vinicius tinha 14 anos e faria aniversário no dia seguinte ao incêndio — Foto: Reprodução/Rede Social

    Bernardo Pisetta

    Nascido em Santa Catarina, era goleiro e chegou ao Flamengo em agosto. Antes, jogou no Athletico-PR e em equipes de futsal no Vale do Itajaí, em SC.
    O goleiro Bernardo Pisetta, do time de base do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo
    O goleiro Bernardo Pisetta, do time de base do Flamengo — Foto: Reprodução/TV Globo

    Christian Esmério 

    Goleiro, era uma das principais promessas do Flamengo. Acumulava convocações para as categorias de base da seleção brasileira. No fim do ano, postou uma foto com o técnico Tite.
    Christian era goleiro do time de base do Flamengo — Foto: Reprodução/Facebook
    Christian era goleiro do time de base do Flamengo — Foto: Reprodução/Facebook

    Gedson Santos

    Natural de Itararé (SP), tinha 14 anos. Era atacante e estava no Rio havia uma semana, segundo um tio. Jogou no Athletico-PR e ainda começaria a treinar no Flamengo.
    Gedson dos Santos morreu no incêndio — Foto: Arquivo Pessoal
    Gedson dos Santos morreu no incêndio — Foto: Arquivo Pessoal

    Jorge Eduardo Santos

    Tinha 15 anos e era de Além Paraíba (MG). Começou a jogar futebol aos 7 anos e chegou às categoria de base do Flamengo aos 12. Foi capitão da equipe campeã carioca sub-15 em 2018.
    Jorge Eduardo Pereira dos Santos, volante do Flamengo de Além Paraíba — Foto: Divulgação
    Jorge Eduardo Pereira dos Santos, volante do Flamengo de Além Paraíba — Foto: Divulgação

    Pablo Henrique da Silva Matos

    Primo do zagueiro Werley, do Vasco, jogava no sub-17 do Flamengo, era de Oliveira (MG) e morava no centro de treinamento. Segundo um ex-técnico, Pablo estava no sub-15 do Flamengo desde o ano passado.
    Pablo, do Flamengo — Foto: Arquivo Pessoal
    Pablo, do Flamengo — Foto: Arquivo Pessoal

    Rykelmo de Souza Vianna

    Tinha 16 anos e atendia pelo apelido de Bolívia. Era natural de Limeira (SP) e jogava no meio de campo, como volante. Ele jogava na categoria de base do Flamengo e iria completar 17 anos no próximo dia 26.
    Rykelmo de Souza Viana era volante da categoria sub-15 do Flamengo — Foto: Reprodução
    Rykelmo de Souza Viana era volante da categoria sub-15 do Flamengo — Foto: Reprodução

    Samuel Thomas Rosa

    O garoto de 15 anos era morador de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Preferiu dormir no CT para voltar para a Baixada nesta sexta. Samuel jogava de lateral direito.
    Samuel é um dos mortos no incêndio que atingiu o Ninho do Urubu — Foto: Reprodução/Facebook
    Samuel é um dos mortos no incêndio que atingiu o Ninho do Urubu — Foto: Reprodução/Facebook

    Vitor Isaías

    Nascido em Santa Catarina, tinha 15 anos. Era atacante e tinha seis meses de Flamengo. Começou a carreira no futsal do Figueirense.
    Vitor Isaías era atleta das divisões de base do Flamengo — Foto: Reprodução/Facebook
    Vitor Isaías era atleta das divisões de base do Flamengo — Foto: Reprodução/Facebook
    Feridos:
    • Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos
    • Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos
    • Jhonatan Cruz Ventura, 15 anos (está em estado grave)

    Cauan Emanuel

    Em 2017, chegou a disputar o Campeonato Cearense pelo Santa Cruz e o Campeonato Futsal Colegial, pelo Salomé Bastos e Falcões da Vila, de Fortaleza. O jogador cearense, de 14 anos, está há três anos no Rio e, desde o ano passado, joga no Flamengo, disputando os campeonatos da categoria de base. Ao G1, o pai dele diz que irá ao Rio para encontrar o filho.
    Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos está bem e não corre risco de morte, segundo o pai. — Foto: Arquivo Pessoal
    Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos está bem e não corre risco de morte, segundo o pai. — Foto: Arquivo Pessoal

    Jhonatan Ventura


    Está internado em estado mais grave, com 30% a 35% do corpo queimado. Natural de Vila Velha (ES), ele tem 15 anos e atua como zagueiro no time de base. Por volta das 9h45, ele passava por uma cirurgia no Hospital Lourenço Jorge, e depois será transferido para o Hospital Pedro II, referência no tratamento de queimados.
    Jhonatan Ventura teve 40% do corpo queimado — Foto: Reprodução/Facebook
    Jhonatan Ventura teve 40% do corpo queimado — Foto: Reprodução/Facebook

    Francisco Dyogo

    É goleiro da base rubro-negra e, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, está fora de perigo. Ele, que tem 15 anos, chegou ao Rio em janeiro de 2018.
    Goleiro da base do Flamengo Dyogo Bento feriu as mãos durante incêndio — Foto: Dyogo Bento/Arquivo pessoal
    Goleiro da base do Flamengo Dyogo Bento feriu as mãos durante incêndio — Foto: Dyogo Bento/Arquivo pessoal

Incêndio deixa 10 mortos e 3 feridos no CT do Flamengo

Um incêndio atingiu, na manhã dessa sexta-feira (8), um alojamento do Centro de Treinameto do Flamengo, conhecido como Ninho do Urubu, localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Os Bombeiros confirmam dez mortos e três feridos, um deles em estado grave. As vítimas ainda não foram confirmadas, mas o Corpo de Bombeiros informou que alguns eram jovens de 14 a 17 anos da categoria de base do clube. Os feridos foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.
 primeiro chamado ao Corpo de Bombeiros aconteceu às 5h17 da manhã. O tenente coronel Douglas Henaut informou à TV GloboNews que a perícia ainda investigará as causas do incêndio.

Fla-Flu deve ser adiado

Diante da tragédia, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) convocou uma reunião com Flamengo e Fluminense para colocar em pauta o adiamento do clássico que está marcado para este sábado, pela semifinal da Taça Guanabara.
Em nota oficial, a federação disse "não ver clima" para que a partida aconteça. Representantes da TV Globo, que detém os direitos de transmissão do Campeonato Carioca, também estarão no encontro.

PM prende suspeitos por posse ilegal de arma de fogo na zona rural de Abaré-BA


Dois homens foram presos por posse ilegal de arma de fogo na noite de quarta-feira (6), por volta das 22 horas, na zona rural de Abaré-BA. De acordo com a PM, Josimar Pereira, de 42 anos e  Wesley Gabriel Barbosa da Silva, de 19 anos, foram localizados em suas casas com armas e munições.
Segundo a Polícia Militar, após uma denúncia, os policiais chegaram às casas dos suspeitos localizadas no povoado Agrovila 14. Ainda segundo a polícia, com autorização dos mesmos, foi feita uma busca nas residências.
Na casa de Wesley, os policiais encontraram um revólver cal. 32, com seis munições intactas do mesmo calibre. Já no imóvel de Josimar, foram apreendidos um revólver calibre. 38, com dez munições intactas e uma deflagrada, de mesmo calibre.
Todo material foi apreendido e os suspeitos foram levados para a delegacia de polícia, para adoção das medidas cabíveis.Fonte : Chico Sabe Tudo 

Sertão de PE: Sobrinho mata dois tios a facadas, degola e decepa genitais de um deles

Por volta das 03:15 da madrugada desta última quarta-feira dia (06), dois irmãos foram assassinados pelo próprio sobrinho a golpes de faca e barra de ferro, com requintes de crueldade na Serra dos Simões, na zona rural de Araripina, no Sertão de Pernambuco. Os crimes chocaram a população.

Conforme informações da polícia, as vítimas foram identificadas como Antônio Sirineo da Silva, de 45 anos, solteiro, agricultor, e Fabio Luiz da Silva, de 37 anos, solteiro, agricultor, os quais residiam em casas separadas na Serra dos Simões. 

O acusado de assassinar os tios foi identificado por Adelardo Edgar Silva Alencar, de 20 anos, confeiteiro, casado, residente na Rua Henrique Alves Batista, no Centro de Araripina, o qual cometeu os crimes com a ajuda de outras duas pessoas identificadas por Anderson Gomes da Silva, de 18 anos, solteiro, padeiro, residente no Bairro Antônio Cassimiro, na cidade de Petrolina e Antônio Marcos da Silva Cruz, idade não informada, tio de Anderson, residente no Sítio Baixio, zona rural do município de Santa Filomena.

Testemunhas relataram para a polícia que os acusados e vítimas estavam bebendo na residência de Antônio Sirineo, [primeira vítima] e após uma discussão entre o sobrinho Adelardo e seu tio, o sobrinho matou o Antônio Sirineo com vários golpes de faca.

Após o primeiro crime o trio se dirigiu até a casa do Fabio Luiz, onde lá, este também foi assassinado pelo sobrinho, tendo a cabeça e os órgãos genitais arrancados e enterrados pelos comparsas, o Anderson e Antônio Marcos. Após o crime os acusados permaneceram no local e por volta das 09:00 da manhã conseguiram uma carona até as imediações da Serra da Torre, quando foram presos por uma equipe da polícia civil.

A polícia militar após ser acionada permaneceu no local do crime até a chegada da polícia civil, a qual realizou a perícia preliminar e removeu os corpos ao IML de Petrolina. O caso foi registrado na DPC local e também será investigado pelo Departamento de Homicídios da 24ª DESEC de Araripina.

Esses foram os dois primeiros homicídios do mês de fevereiro registrados em Araripina e na Região do Araripe. Com esses 02 crimes sobem para 03 o número de mortes em Araripina e Região do Araripe. Em janeiro/2019, foi registrado um homicídio em Araripina, sendo o primeiro do ano.

Fonte : O Povo com a Notícia

Mulher se joga da ponte do PCTRAN em Paulo Afonso


Uma mulher identificada como Ivete Barros de Figueiredo foi resgatada por populares após pular da ponte do PCTran, que dá acesso ao centro de Paulo Afonso, na manhã desta quarta-feira (6). A vítima foi resgatada com vida.
Testemunhas contaram que a mulher chegou ao local e se jogou da ponte. A suspeita é que a mulher tentava cometer suicídio. Populares que viram a tentativa de suicídio conseguiram resgatar a mulher. As razões para a tentativa de suicídio são desconhecidas.
Após o regaste, uma equipe do SAMU foi acionada e encaminhou a vítima ao Pronto Socorro do Hospital Nair Alves de Souza. No entanto, não há informações sobre o seu estado de saúde.FONTE :CHICO SABE TUDO

PMPE diz que policial que morreu durante treinamento na Ilha do Fogo sofreu mal súbito; sindicância é aberta para apurar caso

A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) enviou nota ao BLOG CARLOS BRITO  esclarecendo o caso do policial Luciano Souza Menezes, que faleceu na tarde de hoje (6), durante um treinamento nas águas do Rio São Francisco, na Ilha do Fogo, entre Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Ele era aluno do Curso Intensivo de Operações de Sobrevivência em Área de Caatinga (CIOSAC), do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI).
A PMPE afirma que o policial – assim como todos os demais participantes do curso – passou por avaliação médica e testes físicos antes de realizar o treinamento, ficando atestado que ele tinha condições de participar da atividade. A corporação também diz que o curso é realizado por uma equipe composta por vários profissionais. Segundo a PMPE, Luciano sofreu um mal súbito.
A PMPE lamenta o ocorrido e diz que, mesmo diante disso, determinou abertura de sindicância para que se apure as circunstâncias em que tudo aconteceu e orientou para que a família do policial receba total apoio nesse momento de dor. Luciano era do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e realizava o curso em caráter de especialização.
Acompanhe a nota, na íntegra:
A Polícia Militar de Pernambuco lamenta informar a morte do policial Luciano Souza Menezes, aluno do Curso Intensivo de Operações de Sobrevivência em Área de Caatinga (CIOSAC), do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI), durante uma etapa do treinamento, que exige transposição de curso d’água, realizada na Ilha do Fogo, no limite entre Petrolina e Juazeiro/BA.
Segundo a coordenação do curso, o aluno, como todos os demais, passou por um teste realizado na véspera do exercício, onde foi avaliado que tinha condições de participar da atividade. No entanto, quase ao término do percurso, o soldado sentiu cansaço e pediu uma boia, de pronto entregue por uma equipe dos Bombeiros que acompanhava a movimentação. Em um dado momento, ele desfaleceu, sendo retirado de imediato da água.
Um enfermeiro e os bombeiros fizeram todos os procedimentos previstos para este tipo de mal súbito, enquanto aguardava uma UTI Móvel, acionada pelos instrutores. Com a chegada dos médicos, foi usado um desfibrilador, mas o recurso não foi o bastante para reanimá-lo, sendo declarado o óbito poucos minutos depois.
A PMPE lembra que o aluno era do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e realizava o curso em caráter de especialização. Apesar do infortúnio, a Corporação destaca que nenhuma medida preventiva deixou de ser tomada. Além da equipe técnica composta por quatro instrutores do BEPI que acompanhava a travessia, o policial recebia o acompanhamento de um enfermeiro socorrista do SAMU e oito bombeiros, sendo um oficial e sete praças, distribuídos em três embarcações e uma motonáutica (Jet Ski).
Já foram realizados outros 26 cursos CIOSAC, envolvendo cerca de 400 alunos, e em todos os integrantes foram submetidos a exames médicos e testes físicos, sem que jamais tenha sido registrada fatalidade semelhante. Mesmo assim, o Comando da Corporação determinou abertura de sindicância para que se apure as circunstâncias em que tudo aconteceu e orientou para que a família do policial receba total apoio nesse momento de dor.
Ascom/PMPE

Fazenda é denunciada por prefeitura na Bahia por manter 800 jumentos sob maus-tratos

A prefeitura de Euclides da Cunha, cidade a 315 km de Salvador, denunciou à Polícia Civil uma fazenda que mantinha 800 jumentos sob maus-tratos na zona rural do município. O problema foi identificado após uma vistoria realizada na propriedade, depois de uma denúncia.
A fiscalização foi feita pela prefeitura. O laudo foi divulgado pelo prefeito Luciano Pinheiro (PDT) nas redes sociais. No documento, a administração da cidade detalha que os jumentos não tinham água e alimentação adequadas, e que, entre os animais adultos, também foram achados filhotes recém-nascidos. Segundo a prefeitura, os jumentos estavam fracos, abatidos e mal se aguentavam em pé.
De acordo com o laudo da vistoria, os animais deveriam ser mantidos na propriedade temporariamente até seguirem para um abatedouro, mas, estavam há mais de 60 dias no local.
Ainda segundo o documento, funcionários que estavam na fazenda no momento da vistoria teriam informado que, além dos 800 jumentos encontrados vivos, outros 200 também teriam sido levados para o local, mas morreram ao decorrer dos 60 dias. Na propriedade, foi encontrada uma cova improvisada, com dezenas de corpos de jumentos.
Conforme a publicação feita pelo prefeito, o laudo foi entregue para a polícia. O G1 tentou falar com o delegado que cuida do caso, para tentar pegar mais detalhe, mas não conseguiu contato até a publicação desta reportagem.Fonte G1