Menina morre após viajar da Bahia para visitar pai em São Paulo; madrasta confessa crime

Uma criança de dois anos morreu enquanto passava três meses com o pai, na cidade de Jambeiro, em São Paulo. A suspeita do crime é que ela tenha sido espancada. A madrasta da menina, uma adolescente de 16 anos, foi apreendida e confessou o crime. Na quinta-feira (12), ela foi encaminhada para a Delegacia de Polícia de Proteção à Infância e Juventude, em São José dos Campos (SP).
Conforme a polícia, a morte da menina foi registrada na terça (10) e no corpo dela foram encontradas marcas de violência. Não há indícios da participação do pai da criança no crime, por conta disso, ele prestou depoimento, mas foi liberado.
A menina morava com a mãe no bairro de Narandiba, em Salvador, e foi para São Paulo em outubro deste ano. A previsão era que ela voltaria para a capital baiana em janeiro, contudo o pai dela teria dito que não iria devolvê-la. A vítima foi para Jambeiro após um acordo entre a mãe e o pai, que mora no local com a companheira suspeita do crime.
O corpo da criança foi enterrado no Cemitério Municipal de Itapuã, no mesmo dia em que a adolescente foi apreendida. As informações são do G1.