Suspeito de participar da morte do Cap. Oliveira morre em confronto com a polícia em Paulo Afonso

Um dos envolvidos na morte do capitão Manoel Oliveira, executado no dia 4 de abril no município de Porto da Folha (SE), morreu em confronto com policiais militares da Bahia e de Sergipe na madrugada desta sexta-feira (18). O suspeito identificado como Renan Oliveira Santos, de 26 anos, estava escondido no bairro Perpétuo Socorro em Paulo Afonso.
De acordo com informações, policiais da CIPE Caatinga, Polícia Civil de Sergipe, CIOPAC da Policia Militar de Sergipe e uma guarnição da CETO do 20° BPM de Paulo Afonso se deslocaram até a Rua Perimetral 2, para dar cumprimento a um mandado de prisão contra o suspeito.
Conforme a polícia, após ver o cerco realizado para o cumprimento do mandado, o suspeito começou a efetuar disparos de arma de fogo contra os policiais que revidaram. Na troca de tiros, Renan foi baleado. Nenhum policial ficou ferido.
Logo em seguida, o suspeito baleado foi socorrido para o Hospital Nair Alves de Souza, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O jovem era natural da cidade de Pedro Alexandre- BA.
No momento, estão sendo realizados os procedimentos formais na Delegacia de Polícia Civil de Paulo Afonso.
O crime:
O comandante do Pelotão da Companhia Especializada em Operações Policiais em Área de Caatinga (Ceopac), capitão Manoel Oliveira foi executado a tiros na noite do dia 04 de Abril dentro de um veículo em uma estrada do município de Porto da Folha, Alto Sertão do estado de Sergipe.
Segundo a SSP, homens armados, em dois veículos Corolla, abordaram o oficial da PM e efetuaram vários disparos, próximo ao local onde fica a sede da unidade da Policia Militar.
O capitão Manoel Oliveira foi um dos fundadores e idealizadores do Pelotão de Caatinga da PMSE(Foto)
(Arquivo Reprodução TV Sergipe)
Via: chicosabetudo.com.br