Petrolina decreta situação de emergência devido ao desabastecimento de combustível

A prefeitura de Petrolina, no Sertão Pernambucano, decretou situação de emergência para manter o funcionamento de alguns serviços públicos, comprometidos pelo desabastecimento de combustível na cidade durante protesto dos caminhoneiros. O prefeito Miguel Coelho assinou o decreto nesta segunda-feira (28).
O documento destaca que além da falta de combustível, alguns insumos mínimos também estão com a distribuição afetada, como gêneros alimentícios, água potável, medicamentos, gás, entre outros.
Entre as ações para minimizar prejuízos à população, o decreto listou a elaboração de um plano de manutenção dos serviços públicos essenciais pelas secretarias, além do levantamento dos estoques de combustíveis, gêneros alimentícios, medicamentos, água potável, gás, entre outros itens. A intenção é que o estoque seja compartilhado entre os órgãos da Administração Pública Municipal.Via G1