MC Kevin morre aos 23 anos após cair do 11º andar no Rio


 O funkeiro MC Kevin morreu aos 23 anos na noite deste domingo (16), após sofrer um grave acidente. Ele caiu da varanda do 11º andar de um hotel localizado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, e precisou ser levado às pressas para o hospital Miguel Couto, na Gávea.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio confirmou a entrada de Kevin no hospital e informou que seu estado de saúde era muito grave. Alguns minutos depois, trouxe a notícia de que o funkeiro não havia resistido aos ferimentos.

Relembre a carreira de MC Kevin no funk

MC Kevin era da Zona Norte de São Paulo e estava envolvido com o mundo da música há cerca de oito anos. Mais focado no funk, o cantor ficou conhecido por sucessos como: “O menino encantou a quebrada”“Cavalo de Troia”“Pra Inveja é Tchau” e “Veracruz”.

Além de suas músicas solos, MC Kevin também tem uma grande lista de feats com grandes nomes do meio, como MC HarielMC Davi, entre outros. Seu último lançamento foi na terça-feira (11) com a faixa “Vida de Artista”, que ultrapassa 524 mil visualizações no Youtube.

No início do ano, o funkeiro lançou o álbum “Fênix”, que conta com parceiras com MC Ryan SP e MC Don Juan e até uma música chamada “Pandemia”. Atualmente, o artista está quase alcançando a marca de 1,8 milhão de ouvintes mensais no Spotify.

Nessa noite de domingo (16), o cantor caiu do 11º andar de um edifício no Rio de Janeiro. Ele estava em um hotel na Barra da Tijuca e ainda não há muitas informações sobre o ocorrido. O Corpo de Bombeiros chegou ao local em poucos minutos e o levou para um hospital próximo, já em estado grave. Após três horas da queda, a Secretaria de Saúde do Rio anunciou o falecimento de MC Kevin e a polícia já está investigando o caso

Fonte:tracklist.com.br

Prefeitura amplia funcionamento de estabelecimentos; veja como ficou


 Com o avanço na retomada das atividades econômicas em Salvador, alguns estabelecimentos tiveram o funcionamento ampliado. Em coletiva nesta terça-feira (11), o prefeito Bruno Reis explicou que as atividades que já estão em funcionamento poderão operar sem limitações de dias, mas os horários permanecem os mesmos por causa do transporte público. 

A fase amarela da retomada prevê funcionamento sem restrição de dias, mas com toque de recolher às 23h. Como o toque de recolher ainda está em 21h, o prefeito considera que Salvador está em uma liberação parcial da fase amarela. Os cinemas e clubes também foram autorizados a reabrir.

A única mudança de horário foi dos escritórios de advocacia que estavam autorizados a funcionar até17h e, agora, vão operar até 19h. Então, shoppings, por exemplo, que só podiam abrir de terça a sábado, vão poder operar de segunda a domingo, mas continuam com o horário limitado de funcionamento, das 10h às 20h.

“Cabe frisar que não estamos livres da pandemia, portanto, devemos manter todos os cuidados, respeitar os protocolos, fazer o distanciamento, usar máscara e álcool gel. Não estamos livres, mas pensando nos empregos estamos autorizando a retomada das atividades econômicas”, afirmou Bruno Reis.

FONTE : correio24horas.com.br



Após reuniões, impasse sobre retorno às aulas presenciais continua em Salvador

 


A prefeitura de Salvador e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) participaram de uma reunião nesta quarta-feira (28), após a categoria informar que não retornaria às aulas presenciais da rede municipal na próxima segunda-feira (3).

O encontro terminou sem acordo e os professores mantiveram o posicionamento de que só voltarão as aulas com toda a categoria imunizada.

O retorno às aulas presenciais também foi debatido pelos professores da rede particular. O Sindicato dos Professores do Estado da Bahia (Sinpro-BA), que representa os docentes da rede privada de ensino, informou que 500 professores participaram da assembleia, que discutiu sobre retorno ou não das atividades. Desse total, 98% dos participantes da assembleia votaram pelo não retorno as atividades presenciais e semipresenciais. Os professores vão se comprometer a manter as aulas remotas, fora do ambiente escolar.

A volta às aulas já tinha sido anunciada pelo prefeito Bruno Reis na última sexta-feira (23), entretanto o sindicato APLB informou que as atividades presenciais só serão retomadas na rede municipal quando houver imunização de todos os professores. A prefeitura informou que a rede municipal já apresentou protocolos consistentes para o retorno e as escolas estão preparadas para receber os estudantes, mas o impasse continua.

Ainda sobre a reunião desta quarta-feira com o sindicato que representa os professores da rede pública, a prefeitura de Salvador informou por meio de nota que já aplicou a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em mais de 20 mil trabalhadores da educação na rede pública (estado e município), e que, com isso, restam apenas cerca de 1,3 mil professores que ainda serão imunizados, estes nas faixas etárias de 20 e 30 anos.

A decisão de não retomar às aulas de forma presencial na próxima segunda-feira foi adotada pelos professores rede municipal de ensino de Salvador após assembleia realizada na terça-feira (27).

Segundo a APLB, nos dias 3, 4 e 5 de maio, os professores irão trabalhar apenas de forma remota. De acordo com o sindicato, até a próxima quarta-feira (5), a categoria espera se reunir novamente com a prefeitura para tentar chegar a um acordo.

G1 Bahia.

Bahia e mais 22 estados aplicaram doses vencidas da vacina da Astrazeneca, diz site

 


   A Bahia está entre os 23 estados que aplicaram doses da vacina da Astrazeneca/Oxford após o prazo de validade, de acordo com um levantamento feito pelo site Metrópoles. De acordo com os dados, 160 cidades em 23 estados estão na mesma condição.

Ao todo, 1.254 pessoas foram vacinadas com doses de lotes do imunizante com prazo de validade vencido. O site cruzou as informações oficiais sobre vacinas aplicadas com os registros de envios de imunizantes para as unidades da federação, onde constam a data de vencimento para cada lote.

O problema está nas vacinas fabricadas na Índia e importadas prontas pelo Brasil, os lotes 4120Z001, 4120Z004 e 4120Z005. São grupos de imunizantes cuja data de validade, de seis meses, já expirou. 
A bula da vacina publicada no site da Anvisa informa que a validade do imunizante é de seis meses a partir da data de fabricação, e o produto não deve ser usado após o prazo previsto. “Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original”, diz o documento oficial.

De acordo com o levantamento, na Bahia, foram aplicadas doses vencidas em Salvador (4) e em Pedro Alexandre (1). Procurado pelo CORREIO, o governo do estado da Bahia não se pronunicou até o momento dessa publicação. 

A Secretaria Municipal da Saúde de Salvador esclareceu "que recebemos remessas do lote 4120Z005 nos meses de fevereiro e março e 100% dos  mesmos foram utilizados dentro do prazo de validade, seguindo o que preconiza o plano de vacinação. Ou seja, na logística de distribuição utilizamos (aplicamos) primeiramente os imunizantes que estavam com prazo de validade a vencer. As vacinas foram aplicadas dentro do prazo".

A prefeitura de Pedro Alexandre não foi localizada para comentar a denúncia. 

De acordo com o registro no Ministério da Saúde, o lote 4120z001 foi autorizado para ser distribuído em 24 de fevereiro e vencia em 29 de março. A maior parte dos casos de aplicação de vacinas vencidas mapeados pela reportagem se refere a esse lote. Foram 869 casos identificados em cinco estados. Já os lotes 4120Z004 – com 108 casos em cinco estados – e 4120Z005 – 277 casos em 17 Unidades da Federação – foram autorizados em 22 de janeiro e venceram em 13 e 14 de abril, respectivamente.

Fonte:correio24horas.com.br

Abaré:Acidente no trevo do Ibó envolvendo um caminhão e três motos deixa duas vitimas fatais


 Um grave acidente na noite desta terça-feira (20), no trevo da BR 116 Ibó município de Abaré envolvendo um caminhão e três motos deixa duas vitimais fatais e um ferido, ainda não se tem detalhes precisos de como aconteceu o acidente.

Segundo informações não oficiais as três motos colidiram com o caminhão no trevo de Ibó e dois motoqueiros jovens morreram já no local, o outro segundo um funcionário municipal foi encaminhado para o hospital de Abaré e esta estável, embora as primeiras informações indiquem que teve afundamento de crânio e aguardando a regulação para ser encaminhado. Os três jovens envolvidos no acidente são do povoado Umbuzeiro, que fica próximo ao trevo de Ibó.
Fonte: CHORROCHOONLINE

Salvador define taxa de ocupação em 75% para retomada das aulas presenciais; veja critérios


 Salvador definiu em decreto que a taxa de ocupação para a retomada das atividades presenciais na capital baiana seja 75% para leitos adulto, exclusivos para pacientes com coronavírus, conforme publicação no Diário Oficial deste domingo (18).

Atualmente, a taxa de ocupação para leitos Covid-19 adulto é 77%, dois a mais o que projeta a prefeitura. 

Além disso, haverá uma tolerância de até 5%, desde que, nos três dias que antecederem a retomada, seja observada a tendência dos comportamentos relacionados em pelo menos dois dos seguintes indicadores, como estabilidade ou queda na ocupação de leitos; estabilidade ou queda na média móvel de novos casos de Covid-19 confirmados; estabilidade ou queda na média móvel de casos ativos da doença; estabilidade ou queda na taxa de transmissão; e incremento no percentual de professores vacinados.

A evolução do processo de vacinação da população contra Covid-19 também se constitui em fator de grande relevância para a avaliação da possibilidade de retomada das atividades escolares.

As atividades escolares presenciais poderão ser suspensas quando, ao final do período de 14 dias após a reabertura, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19, adultos, em Salvador, for superior ao indicador

Governo autoriza retorno às aulas na Bahia; confira em quais cidades


As atividades letivas nas unidades de ensino públicas e particulares na Bahia poderão ocorrer de maneira semipresencial. A medida foi publicada pelo governo na noite deste domingo (18) na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com o decreto, o retorno às aulas está autorizado nos municípios em que a taxa de ocupação de leitos de UTI se mantenha, por cinco dias consecutivos, igual ou inferior a 75%. 

A realização das atividades letivas semipresenciais fica condicionada à ocupação máxima de 50% da capacidade de cada sala de aula e ao atendimento dos protocolos sanitários estabelecidos.  No restante do estado, as aulas continuam suspensas até 26 de abril.

Confira as cidades:

Caém, Caldeirão Grande, Capim Grosso, Jacobina, Mairi, Miguel Calmon, Mirangaba, Morro do Chapéu, Ourolândia, Piritiba, Quixabeira, São José do Jacuípe, Saúde, Serrolândia, Tapiramutá, Umburanas, Várzea da Roça, Várzea do Poço e Várzea Nova.

Fonte :bnews.com.br